Buscar

Razões para investir em pesquisa de clima organizacional

Atualizado: Fev 5

Constantemente ouvimos ou lemos textos falando da importância de contar com um bom clima organizacional, que isso ajudará no desempenho e produtividade das pessoas e consequentemente no resultado da empresa. Como profissional da área de RH e fazendo o trabalho de consultoria em diversas empresas de diferentes segmentos, percebo que a boa intenção existe em grande parte das organizações. Muitas vezes o empresário ou o gestor tem o desejo de melhorar os ambientes e as relações, apenas não sabe como fazer.


O que posso dizer nestes casos é que a escuta ativa e o interesse verdadeiro nas pessoas ajudam e muito neste processo. Querer não é o suficiente, é preciso agir. Para começar converse com as pessoas, entenda o que elas pensam, o que lhes agrada e o que incomoda no ambiente de trabalho, na sua forma de gestão e na relação com toda a equipe. Geralmente fazemos isso apenas quando contratamos um novo profissional. Na correria do dia a dia e dependendo da quantidade de colaboradores diretos, nem sabemos mais quem disse o que no momento de contratação e depois somos surpreendidos quando alguém muito importante para operação ou para o negócio diz que está indo embora.


A pesquisa de clima organizacional é uma ferramenta importante


Uma ferramenta de apoio para estar atento aos sentimentos da sua organização é a pesquisa de clima organizacional, pesquisa de satisfação ou engajamento. Em qualquer uma das opções o objetivo é medir o nível de satisfação e envolvimento com a organização, através de questões que investigam as relações de trabalho, uso e adequação de ferramentas, remuneração e benefícios, entendimento da estratégia, clareza de suas atribuições e identificação com a companhia. Em um processo como este, o RH ou a empresa contratada deve garantir a confidencialidade das informações fornecidas e o anonimato dos participantes. Quem se coloca à disposição para responder com sinceridade, deve ter a certeza e a tranquilidade que não será identificado e principalmente punido por expor sua opinião.


Muito além de conhecer as opiniões é preciso voltar ao início deste texto, lembra do interesse verdadeiro nas pessoas? Então, ao analisar resultados de uma pesquisa de satisfação, quem decide deve estar atento às opiniões e aos sentimentos generalizados e, acima de tudo, avaliar o que de fato pode ser feito para atender a maioria e que esteja em acordo com os valores e cultura da organização.


Buscar ações que respondam ao resultado da pesquisa, pode não ser tarefa muito fácil. Mudar comportamentos quando se trata das relações de trabalho por exemplo, pode levar tempo e os envolvidos precisam querer, além de contar com apoio seja do RH, de prestadores de serviços da área ou de seus gestores.


Quando existe o desejo real de buscar melhorias e o interesse genuíno nas pessoas, sem dúvida é possível mudar a situação e consequentemente contar com um ambiente muito mais propício para o engajamento e maior produtividade.


As empresas não precisam passar por este processo sozinhas. É importante que busquem apoio de quem pode ajudar de maneira neutra e que não tenha interesses ou envolvimento emocional com as pessoas da organização. Assim fica mais confortável para quem participa e pode-se conseguir diferentes alternativas para soluções e planos de ação.


Imagem Freepik

4 visualizações
botao-whatsapp-no-seu-site-mercadobinari